Coop anuncia investimentos de R$ 147 mi em farmácias e supermercados

A rede pretende abrir mais sete drogarias da rua

Confia em prol da recuperação do consumo, a Cooperativa de Consumo (Coop) iniciou no ano de 2019 bastante otimista. Com um investimento de R$ 147 milhões – mais que o dobro dos r$ 60 milhões aplicados em 2018 -, a rede pretende abrir três novas lojas e outras sete drogarias da rua, além de reformar quatro unidades e lançar seu aplicativo para reforçar o relacionamento com seus clientes.

A boca do consumo, de acordo com o presidente executivo, Guilherme Valle, vem dando sinais desde o segundo semestre de 2018, período em que as vendas apresentaram um crescimento entre 3% e 4% acima da inflação do período. “O consumidor está voltando ao mercado de forma muito moderada, mas está voltando”, disse Vale. Com o desempenho positivo dos últimos seis meses, a Coop deve fechar 2018, com um crescimento entre 2% e 3% em relação ao ano passado, e faturamento na ordem de R$ 2,2 bilhões.

Mais cooperados

Outro ponto a destacar a celebrar, foi a conquista de 60 mil novos membros da cooperativa, sinal de que a proposta de valor da Coop atendeu a um grupo importante de pessoas. Tanto que 817 mil membros da cooperativa fizeram compras em lojas e drogarias da rede ao longo do ano, fluxo 4% a mais que o ano de 2017.

O número poderia ter sido maior se o projeto da loja Giovanni Pirelli, prevista para ser inaugurada no ano passado, em Santo André, saíram do papel. Por conta dos entraves burocráticos relacionados com a liberação das obras, a Coop deixou de cumprir com o cronograma estabelecido e já pensa em buscar novos lugares na cidade para futuros investimentos.

Novas Drogarias Coop

De acordo com o executivo, as duas unidades previstas no planejamento estratégico de 2019 ainda não têm endereços definidos e as sete drogarias previstas, quatro já têm posições confirmadas. Uma delas, que lhe abre as portas no primeiro trimestre em Mauá Plaza Shopping, na Calçada, e as outras em Santo André, São Bernardo e São Caetano até julho.

Mesmo com a concorrência que vem acontecendo no mercado farma, as drogarias da rede contam com um bom desempenho e já representam 16% do fornecimento geral da Coop. “Nosso projeto de expansão das unidades de rua continua a ser um negócio promissor, até pela sinergia que existe com a operação de lojas de supermercados e pelo nosso conhecimento do setor”, explicou Vale, acrescentando que tudo isso garante competitividade para poder competir com os maiores. A nova previsão da empresa é chegar em 2023 com 104 drogarias, entre internas e de rua.

Ao mesmo tempo em que a marca se expande no setor farma, Coop não desvia os olhos de suas lojas de supermercados. O investimento previsto para 2019, R$ 35 milhões serão empregados na reforma das lojas Pereira Barreto, Carijós (Santo André), Café Filho (São Bernardo) e o Brasil (São José dos Campos). Além disso, os projetos pilotos que deram a largada em 2018, como a loja da Swift, um café e um restaurante em parceria com a Nestlé, tendem a expandir-se para outras lojas da rede.

Atualmente, a Cooperativa é considerada a maior cooperativa de consumo da América Latina.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: divulgação Coop

Pague Menos inaugura loja conceito em Goiás

Compartilhar: