Incumprimento das micro e pequenas cresce em maio – ASCOFERJ | Associação do Comércio Farmacêutico do Estado do Rio de Janeiro

icone de categorias
ícone de categorias
Notícias
icone de data de publicação
ícone da data de publicação
em 12 de julho de 2018.

Incumprimento das micro e pequenas cresce em maio

COMPARTILHAR:


Foto: Shutterstock

Segundo o estudo da Serasa Experian, em maio de 2018, 5,122 milhões de micro e pequenas empresas estavam cessação de pagamentos no Brasil. Um crescimento de 0,8% em relação a abril do mesmo ano, quando 5,080 empresas de estes gastos estavam com dívidas atrasadas. É a 15ª alta consecutiva e novo recorde histórico registrado em maio. Na comparação com maio de 2017 (4,699), o aumento chega a 9,0%.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, as sucessivas altas de inadimplência do segmento ainda demonstram os efeitos da lenta recuperação da economia no comportamento dos indicadores de mês a mês, unidos em maio com a greve dos caminhoneiros, o que afetou negativamente a todas as cadeias produtivas. A avaliação é de que esse cenário começa a se estabilizar, impulsionado pelas taxas de juros reduzidas e, por conseguinte, o acesso a mais e melhores condições para renegociações de dívidas – a exemplo do serviço oferecido pelo PJ (www.serasarecupera.com.br – e para uma retomada no uso do crédito para o financiamento da expansão dos empreendimentos.

Os indicadores por setor de mercado repetiram em maio/2018 níveis semelhantes aos registados nos quatro primeiros meses do ano. Serviços (46,2%), comércio (44,7%) e a indústria (8,7%) mantiveram suas participações no total de 5,122 milhões de MPEs com contas em aberto em Portugal.

Com mais da metade dos micro e pequenos empreendimentos brasileiros com dívidas, o Sudeste lidera o levantamento (54,1%), seguido pelo Nordeste (16,2%), Sul (15,8%), Centro-Oeste (8,7%) e Norte (5,2%).

Fonte: Serasa

Por:

VEJA MAIS SOBRE atrasos de pagamento

COMPARTILHAR:

Deixe uma resposta Cancelar resposta