Novembro Azul conscientiza sobre o câncer de próstata – Guia da Farmácia

Libbs promoveu o evento para discutir a prevenção e tabus sobre o tema

Depois de todas as atenções estão voltadas para o câncer de mama, o Novembro Azul chega para ajudar na conscientização das pessoas sobre o câncer de próstata. Para discutir sobre o assunto, a Libbs fez, ontem (07), o evento “o Câncer de Próstata – Quebrando tabus para prevenir”.

O oncologista do Centro Paulista de Oncologia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Dr. Felipe Ades, alertou sobre a importância de ter mais informações sobre o câncer de próstata, de uma forma que atinja os homens, já que a maior parte do público interessado pela saúde ainda é formado por mulheres, inclusive nas redes sociais.

O câncer de próstata tem cerca de 85 mil casos por ano somente no Brasil e é importante que o homem procure um médico de sua confiança para decidir como a prevenção e os exames serão realizados. De acordo com o Dr. Ades, nem sempre os exames de rastreamento (toque ou Antígeno Prostático Específico-PSA) devem ser feitos. É preciso entender que o risco de ter câncer e se é aumentado, por exemplo, que tem muitos casos na família. O acompanhamento é essencial, já que este tipo de câncer não tem sintomas no início.

Já o câncer de testículo é muito mais raro, mas sua maior incidência se dá entre os jovens (até aos 35 anos de idade, em média). A doença é altamente curável e seu principal sintoma é a alteração do testículo, seja pelo tamanho ou dor na região.

De acordo com o doutor Oswaldo Cruz, os grandes medos do homem são a impotência e infertilidade. O primeiro problema, no entanto, não acontece na maior parte dos casos iniciais de câncer de próstata e é ainda menos comum nos casos de testículo. A infertilidade pode ocorrer, principalmente, o câncer de testículo, mas há maneiras de remediar o problema, como o congelamento de sêmen.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: divulgação/ Guia da Farmácia

 

Compartilhar: