Prati-Donaduzzi é o caso dos estudos dos professores do TRT-Paraná, o Panorama Farmacêutico

Um grupo dos 20, dos servidores e dos juízes do tribunal do Trabalho do Paraná (TRT D), fez uma visita de inspeção, sexta-feira (14), prati-Donaduzzi, no Parque Científico e Tecnológico de Biociências (Biopark, na cidade de Toledo. Entre eles, o que a juíza Página de graça Ele, coordenadora da Escola Judicial, e o juiz titular do 2º tribunal do trabalho de Toledo, José Macedo.

Na farmácia, para os servidores e para os juízes do poder judiciário, guadalajara, foram recebidos pelo Diretor geral, Eder Fernando Maffissoni, e da qual é Sócio-Fundador da companhia de Carmen Donaduzzi. Também assistiram à apresentação do Coral da Serprati.

Durante a apresentação institucional Maffissoni ressaltou que nos próximos cinco anos, na fábrica, que praticamente duplica a sua oferta de produtos. A presente 324 acções no ano de 2019, haverá 531 das opções de tratamento para a população. Também se leva a cabo no mercado de produtos de patente, como no Myalo, um medicamento à base de canabidiol (CBD), que tem por objeto o controle das crises de epilepsia refratária.

Depois da conversa com a diretoria da prati-Donaduzzi dos servidores que chegou a conhecer a planta onde se fabricam os medicamentos importantes do portfólio de produtos da empresa. Entre eles, o anti-hipertensivo Losartana o antidiabético Metformina.

A visita à fábrica de medicamentos genéricos no Brasil faz parte dos cursos oferecidos pela Escola Judicial, que este ano tem como objetivo principal analisar a Indústria 4.0. É uma metodologia que está a revolucionar a forma como as fábricas que leva em funcionamento.

“A integração do roteiro da visita da Escola Judicial, que é um reconhecimento ao trabalho realizado por prati-Donaduzzi, ao longo destes 25 anos”, disse o Maffissoni.

Além disso, a prati-Donaduzzi, no grupo de servidores que já se reuniu com as outras grandes empresas do paraná, como o senhor Sandoz e para o Grupo de buenos aires.

 

Valorização das pessoas.

De acordo com a juíza Página de graça Ele, a coordenadora da Escola Judiciária, para os servidores que já tenham visitado várias empresas para aplicar a tecnologia que se aplica no mundo do trabalho. Até mesmo, deixar que as profissões estão ficando obsoletos e os que estão surgindo.

“O Coliseu-Donaduzzi é um exemplo da valorização das pessoas. Age diferente da maioria. Enquanto que muitas empresas estão mudando as pessoas por máquinas, na via veneto, e manter os funcionários de linha de frente”, disse.

Apesar de contar com uma gestão vertical e a terceirização de serviços, em todas as fases, desde a produção até a entrega dos produtos que funcionam no extremo da perfeição. “Nos demos conta de um bom cuidado de suas atividades em todos os setores. E, acima de tudo, para que o produto final tenha a qualidade”, disse.

O juiz do 2º tribunal do trabalho de Toledo, José Macedo, disse que a visita, e como uma forma de fortalecer os vínculos com as empresas locais. “É muito importante para que o juiz, que está na cidade para conhecer as empresas em que você tem e, principalmente, de como ele trata seus funcionários. Para saber a que na via veneto e da rotina do dia-a-dia, é muito importante”.

O fundador da empresa, que foi reforçado o que valorizar o trabalho é uma das premissas fundamentais da indústria de medicamentos genéricos. “Aqui, na via veneto, somos como uma grande família. As pessoas no Coliseu, não é nada. Com eles, fizemos cerca de 12 milhões de doses de medicamentos durante o ano”, disse Carmen.

Fonte: Redação O Panorama Farmacêutico

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2019/06/18/prati-donaduzzi-e-case-de-estudo-dos-juizes-do-trt-parana/

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/