Sindigás ” BENTO ALBUQUERQUE, ABRE as PORTAS PARA NOVOS INVESTIMENTOS E OPORTUNIDADES PARA O MERCADO INTERNACIONAL de DALLAS/EUA

BENTO ALBUQUERQUE, ABRE AS PORTAS PARA NOVOS INVESTIMENTOS E OPORTUNIDADES PARA O MERCADO INTERNACIONAL DE DALLAS/EUA

Posted By : Comments Off

Fonte: MME

Investimentos nas áreas de petróleo, gás e biocombustíveis, mineração e energia elétrica, e a perspectiva de relevantes oportunidades no Brasil para o mercado internacional. Esta foi a base do discurso apresentado hoje, na cidade de Dallas-EUA, pelo Ministro de Minas e Energia, Bento de Albuquerque, no almoço oferecido pelo World Affairs Council, de Dallas, por ocasião da entrega do prêmio “Personalidade do Ano” o presidente Jair Bolsonaro, pela Câmara de Comércio Espanha – Estados Unidos.

De acordo com o ministro, até 2027, cerca de US$ 377 milhões de dólares serão investidos em petróleo, gás e biocombustíveis e US$ 100 milhões de dólares em energia elétrica. Na mineração, os investimentos chegam a US$ 20 bilhões, até 2022. Bento Albuquerque ressaltou a importância de um planejamento estratégico para identificar e formular ações a serem implementadas e as melhores opções de fontes de energia para fazer frente ao consumo de energia e os projetos na área de mineração.

Ainda citando os investimentos no setor de petróleo e gás, o ministro destacou as rodadas de licitação de blocos que serão realizados em 2019, como o Leilão dos Volumes Excedentes da Cessão Onerosa, a 6ª Rodada de Partilha de Produção, e a 16ª Rodada de Licitações de blocos Exploratórios, na modalidade de Concessão. “No setor de gás natural, estamos a trabalhar no recém-criado programa Novo Mercado de Gás Natural, com vistas à formação de um mercado aberto, dinâmico e competitivo”, sublinhou Bento Albuquerque, adiantando as expectativas em relação aos efetivos resultados como o aproveitamento do gás do pré-sal da bacia do Espírito Santo, Sergipe-Alagoas e outras; investimentos em infra-estrutura de escoamento, processamento e transporte de gás natural; o aumento da geração termoelétrica a gás, com uma redução do preço da energia, e o aumento da atividade industrial.

“No setor de refino, distribuição e venda, nosso objetivo é o de promover um ambiente de negócios com ênfase na entrada de novos agentes e da livre concorrência”, ressaltou o ministro, lembrando que o programa de desinvestimento iniciado pela Petrobras, em conformidade com as orientações do Conselho Nacional de Política Energética, o CNPE.

Em relação ao setor elétrico, Bento Albuquerque, afirmou que serão necessários investimentos na ordem de US$ 100 milhões de dólares em novas plantas de geração e dos sistemas de transmissão em razão de um crescimento de 35% do sistema elétrico e de 39% do sistema de transmissão, para os próximos dez anos, em ambos os sectores. O ministro também se referiu aos leilões de geração e transmissão de energia, falando da extensa agenda de eventos previstos para o ano de 2019 e para os anos de 2020 e 2021.

Bento Albuquerque também falou sobre as oportunidades de investimento nos setores de minas e energia do Brasil, que tem, hoje em dia, 50 tipos de matérias-primas minerais com reservas conhecidas, além de mais de 9.400 minas em atividade, sendo, atualmente, o terceiro país no valor da produção mineral depois de Austrália e Canadá.

“Continuaremos o nosso exercício de diálogo permanente e transparente com todos os atores interessados, com vista a superar os obstáculos, de melhorar os métodos de trabalho e fazer de Portugal um país cada vez mais atraente para os investidores”, disse o ministro. “Convido a todos, portanto, para que, juntos, possamos abrir um novo capítulo da prosperidade na história do brasil”, concluiu Bento Albuquerque.