Sindigás ” Roberto castello Branco assume a presidência da Petrobras

Roberto castello Branco assume a presidência da Petrobras

Posted By : Comments Off

Fonte: Agência Petrobras

Em seu discurso de posse, o economista destacou os pontos que considera mais estratégicos para a sua gestão

O economista Roberto castello Branco tomou posse hoje, 3/1, como presidente da Petrobras, durante a solenidade, realizada no Salão nobre do Edifício-Sede da companhia no Rio de Janeiro. Na cerimônia, que contou com a presença de diversas autoridades, o presidente destacou que a visão estratégica da empresa está baseada em cinco pontos: a gestão de portfólio, a diminuição de custo de capital, a busca incessante pela redução dos custos, meritocracia e segurança no trabalho e proteção ao meio ambiente.

No início de seu discurso, o presidente lembrou que, em sua história da companhia começou quando foi diretor entre março de 2015 e abril de 2016. “Me deparei com uma empresa em crise. Mas com a competência e a seriedade profissional de seus colaboradores e uma sólida governança corporativa, a Petrobras de hoje é muito melhor. Mas ainda há muito por fazer”, destacou.

Castello Branco ressaltou a importância de aproveitar com eficácia o enorme estoque de riqueza natural de nosso país. “A competição principal da empresa é a exploração e produção de petróleo em grandes campos em águas ultra profundas. O foco deve estar nos ativos que a Petrobras é a dona natural, aqueles em que é capaz de extrair o máximo de desempenho possível”, disse.

Em seu discurso, o presidente também citou a necessidade de garantir a continuidade das parcerias. “Vamos acelerar a produção de petróleo para que as nossas reservas tenham o melhor aproveitamento possível das associações e serão bem-vindos. Podemos e temos muito que aprender com os outros”, disse. Para a melhoria dos resultados, o novo presidente também mencionou que as mudanças na área tecnológica são importantes. “É fundamental para a Petrobras da transformação digital para reduzir custos e aumentar a produtividade”.

De acordo com o novo presidente, o respeito à segurança das pessoas e do meio ambiente tem grande relevância. “A preservação da vida humana tem um valor extraordinário. É inaceitável que alguém saia para trabalhar e não volte nunca mais. Zero fatalidade é a principal meta a ser perseguida com obstinação”, afirmou.

Castello Branco fechou seu discurso ressaltando a importância do corpo técnico da companhia. “Uma empresa é feita de pessoas. São eles, os companheiros de trabalho na Petrobras a partir de agora, desde os que estão nas plataformas em alto-mar, para os que trabalham nos escritórios do edifício, que convoco para dedicar esforço e talento para transformar nossa companhia em um exemplo global de excelência operacional e financeira e um dos melhores lugares para trabalhar”, finalizou.

Participaram da solenidade, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque; o ministro da Economia, Pablo Guedes; o governador do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel; o diretor-geral da ANP, Décio Oddone; o presidente em exercício do Conselho de Administração da Petrobras, Jerónimo Antunes; e a diretora de Exploração & Produção, Solange Guedes.

Sobre o presidente

Roberto castello Branco é licenciado em Economia, com doutorado na Fundação Getulio Vargas (FGV EPGE) e pós-doutorado na University of Chicago. Participou em programas de treinamento executivo da Sloan School of Management (MIT) e do International Institute for Management Development (IMD). É professor afiliado da EPGE (FGV), atuando também como diretor do Centro de Estudos sobre Crescimento Econômico e Desenvolvimento desta instituição. Foi diretor da Vale S. A., do Banco Central do Brasil, Banco Boavista, Banco Boavista e Investimentos no Banco InterAtlântico. Foi membro do Conselho de Administração da Petrobras, entre maio de 2015 e abril de 2016, do GRU Airport e da Invepar, bem como membro do Conselho diretor da Abrasca, diretor da Câmara Americana de Comércio (RJ) e membro do Conselho de Administração do IBEF e do Conselho Curador da FGV. Foi presidente do Instituto Brasileiro de Relações com Investidores, o presidente executivo do IBMEC e vice-presidente da Câmara de Comércio Brasil-Canadá. Tem publicado artigos em revistas acadêmicas e jornais de grande circulação e foi palestrante em conferências no Brasil e no exterior (estados UNIDOS, Reino Unido, Canadá, Hong Kong, Xangai, Singapura e Sydney). É autor do livro “o Crescimento acelerado e o mercado de trabalho: a experiência brasileira”.